Terça-feira, 4 de Maio de 2010

A "EURO RSCG" está de Parabéns

 

Euro RSCG – 20 anos em Portugal, 10 anos de Liderança, 10 campanhas memoráveis

tags:
publicado por branddc às 18:18
link do post | comentar | favorito
| | partilhar
Quarta-feira, 24 de Março de 2010

O Uso da Simbologia nas marcas

A Comunicação humana depende em grande medida de sinais, sob a forma de palavras escritas ou faladas, imagens ou gestos. Estes símbolos constituem representações conscientes e explícitas da realidade – de objectos, acções e conceitos no mundo à nossa volta. Mas há outro aspecto do simbolismo que é igualmente importante, embora menos explícita, o lado que se relaciona com o nosso mundo psicológico.

 

No seio deste mundo, um símbolo pode representar uma sabedoria intuitiva secreta que se furta à representação directa.
Os símbolos estão profundamente, e cinicamente, usados em anúncios e mesmo em campanhas políticas.

 

 

Anúncio Nissan 4x4

publicado por branddc às 23:02
link do post | comentar | favorito
| | partilhar
Sexta-feira, 12 de Março de 2010

O que é um logo?

Um logo é o “sinal particular” que distingue uma empresa, um produto, um serviço ou uma gama de produtos e serviços da mesma fonte.
Um logo é único para a empresa que representa e pode ser legalmente protegido como marca de fábrica, nome comercial ou marca registada.

Este pode ser tipográfico, figurativo, abstracto ou uma combinação destes, sendo um dos elementos de base numa identidade empresarial ou identidade de marca.

O nome da empresa – logo – ligado ou não a um símbolo gráfico – marca – é o que a individualiza.

 

publicado por branddc às 11:39
link do post | comentar | favorito
| | partilhar
Segunda-feira, 8 de Março de 2010

Vestir as Marcas

Os logos formam uma parte vital do anúncio de um produto ou serviço e da identidade comercial de uma empresa ou instituição.


Em termos históricos, os logos são anteriores à marca e identidade: o samurai com o estandarte do seu daimyo a esvoaçar atrás da sua armadura, o adorno de penas na cabeça e as pinturas no corpo do nativo americano e o escuteiro com a roupa de um clã, estão todos a usar elementos externos para demonstrar a sua aderência a um conjunto de valores ou conceitos que são expressos visualmente.

Tal como fazem os adeptos de futebol com as caras pintadas com as cores do seu clube, os pensionistas que põem as suas compras modestas na loja da esquina num saco da Harrods ou os adolescentes que só vão à discoteca com jeans Versace (mesmo que sejam cópias).
O desejo de nos identificarmos através de símbolos é um traço humano muito antigo.
Em certas épocas da história houve a necessidade de estabelecer direitos ou até de agir como uma forma de aviso público, como no anúncio físico de criminosos ou a deliberada humilhação nazi dos judeus através do uso da Estrela de David.

Na maior parte das sociedades modernas, expor os sinais errados – ou usar as cores erradas – é um lapso social e não uma situação de vida ou de morte. Mas isso não quer dizer que não estejamos conscientes desses sinais, ou ainda menos que as empresas de produção e serviços ignorem o poder latente de tais sinais.

 

Johnnie Walker, anúncio
 

publicado por branddc às 11:26
link do post | comentar | favorito
| | partilhar
Sexta-feira, 5 de Março de 2010

O Estímulo da Criatividade

 

A Criatividade exige uma inteligência rápida e flexível, uma mente livre de preconceitos, aberta a novos conhecimentos, a modificar as suas próprias opiniões. O desenvolvimento da criatividade passa pela experimentação, pela investigação, de um modo sistemática, mesmo sem ter à partida objectivos definidos. (ver exemplo)

 

 

publicado por branddc às 23:49
link do post | comentar | favorito
| | partilhar

Design é....

“Fantasia”, “invenção”, “criatividade”, “imaginação”...

design é, “ritmo”, “cor”, “proporção”, “luz”, “cheios”, “vazios”,

“equilíbrio”, “composição”.


O Design busca às vivências do quotidiano no estudo psicológico e social do seu público-alvo, dos seus costumes, da sua cultura,  enquanto comunicação visual, acontece por meio de mensagens visuais, que atinguem o campo perceptivo dos nossos sentidos. É aqui que o design e a comunicação se encontram. As palavras e imagens são utilizadas em conjunto, pode ser que um dos dois – texto ou imagem – predomine, ou que o significado de cada um seja determinado pelo outro. Alguns dos exemplos mais sofisticados de design gráfico recorrem à precisão das palavras para dar sentido exacto a imagens ambíguas.

 

 

Paul Rand, criativo do logo IBM

publicado por branddc às 15:39
link do post | comentar | favorito
| | partilhar

mais sobre mim

pesquisar

links

tags

todas as tags

arquivos

Maio 2010

Março 2010

subscrever feeds